PROFESSORES DAS ETECS RECEBEM TREINAMENTO DA APTA EM PRODUÇÃO DE CACHAÇA

 Cachaça 5

Professores do Centro Paula Souza que atuam nas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) receberam capacitação em produção de cachaça, do processo de fabricação a análise sensorial da bebida. O curso "Tecnologia de processos - destilados" foi ministrado por pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em 22 e 23 de setembro de 2017, no Polo Regional de Piracicaba da APTA.

 No curso, foram treinados 16 professores que atuam nas Etecs de todo o estado de São Paulo, ministrando disciplinas relacionadas ao meio ambiente, química, agropecuária e nutrição. O objetivo foi capacitar os docentes para que eles se tornem difusores do tema dentro das disciplinas e cursos correlatos em que o tema cachaça possa incrementar a grade curricular e a formação dos alunos.

 "Durante os dois dias de curso transferimos informações teóricas e práticas para a produção de cachaça. Esperamos que esse treinamento auxilie os professores na sala de aula e que possa enriquecer a formação profissional dos alunos das Etecs", afirma Celina Maria Henrique, pesquisadora da APTA e responsável pelo curso ao lado de Elisângela Marques Jeronimo, pesquisadora do Polo Regional de Bauru da APTA, e Adriana Nunes Medroni e Denise Moreira dos Santos, do Centro Paula Souza.

 A programação contou com conteúdo relacionado à qualidade da cana-de-açúcar como matéria-prima para a produção de cachaça, cultivo, escolha das variedades, colheita, transporte, armazenamento, moagem da cana e extração do caldo, diluição e preparo do mosto e destilação do mosto fermentado no alambique. Também foram transferidos conhecimentos em envelhecimento, padronização e engarrafamento da cachaça, história, legislação e mercado da bebida e os aspectos sensoriais da cachaça de alambique.

 Desde 2006, a APTA desenvolve pesquisas com cachaça. Os trabalhos envolvem projetos de Políticas Publicas e Auxílio Regular a Pesquisa nas modalidades da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), além de trabalhar com extensão e ajustes tecnológicos da produção.

Parceria

 O curso foi viabilizado por meio do Instituto Brasileiro de Educação em Gestão Pública (IBEGESP) e da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag).

Por meio de suas unidades regionais e Institutos de pesquisa, a APTA tem ministrado diversos treinamentos a professores das Etecs, a fim de reciclar o conhecimento do corpo técnico em agricultura e pecuária, desde maio de 2017. Esses treinamentos fazem parte do acordo de cooperação assinado entre a Secretaria de Agricultura e o Centro Paula Souza, em 2015. O objetivo do projeto é atualizar os professores para que eles repliquem seus conhecimentos aos 15 mil alunos das 35 escolas agrícolas do Estado.

 "Essa parceria é fundamental para a melhoria da grade curricular das Etecs. Aproximar as instituições de pesquisa da sociedade a fim de melhorar a qualidade de vida das pessoas é uma das recomendações do governador Geraldo Alckmin para Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo", afirma Arnaldo Jardim, titular da pasta.

Por Fernanda Domiciano

Assessoria de Imprensa - APTA

(19) 2137-8933

Notícias por Ano