PROFESSORES DAS ETECS RECEBEM TREINAMENTO DA APTA EM PRODUÇÃO DE CACHAÇA

 

Professores do Centro Paula Souza que atuam nas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) receberam capacitação em produção de cachaça, do processo de fabricação a análise sensorial da bebida. O curso "Tecnologia de processos - destilados" foi ministrado por pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em 22 e 23 de setembro de 2017, no Polo Regional de Piracicaba da APTA.

 No curso, foram treinados 16 professores que atuam nas Etecs de todo o estado de São Paulo, ministrando disciplinas relacionadas ao meio ambiente, química, agropecuária e nutrição. O objetivo foi capacitar os docentes para que eles se tornem difusores do tema dentro das disciplinas e cursos correlatos em que o tema cachaça possa incrementar a grade curricular e a formação dos alunos.

 "Durante os dois dias de curso transferimos informações teóricas e práticas para a produção de cachaça. Esperamos que esse treinamento auxilie os professores na sala de aula e que possa enriquecer a formação profissional dos alunos das Etecs", afirma Celina Maria Henrique, pesquisadora da APTA e responsável pelo curso ao lado de Elisângela Marques Jeronimo, pesquisadora do Polo Regional de Bauru da APTA, e Adriana Nunes Medroni e Denise Moreira dos Santos, do Centro Paula Souza.

 A programação contou com conteúdo relacionado à qualidade da cana-de-açúcar como matéria-prima para a produção de cachaça, cultivo, escolha das variedades, colheita, transporte, armazenamento, moagem da cana e extração do caldo, diluição e preparo do mosto e destilação do mosto fermentado no alambique. Também foram transferidos conhecimentos em envelhecimento, padronização e engarrafamento da cachaça, história, legislação e mercado da bebida e os aspectos sensoriais da cachaça de alambique.

 Desde 2006, a APTA desenvolve pesquisas com cachaça. Os trabalhos envolvem projetos de Políticas Publicas e Auxílio Regular a Pesquisa nas modalidades da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), além de trabalhar com extensão e ajustes tecnológicos da produção.

Parceria

 O curso foi viabilizado por meio do Instituto Brasileiro de Educação em Gestão Pública (IBEGESP) e da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag).

Por meio de suas unidades regionais e Institutos de pesquisa, a APTA tem ministrado diversos treinamentos a professores das Etecs, a fim de reciclar o conhecimento do corpo técnico em agricultura e pecuária, desde maio de 2017. Esses treinamentos fazem parte do acordo de cooperação assinado entre a Secretaria de Agricultura e o Centro Paula Souza, em 2015. O objetivo do projeto é atualizar os professores para que eles repliquem seus conhecimentos aos 15 mil alunos das 35 escolas agrícolas do Estado.

 "Essa parceria é fundamental para a melhoria da grade curricular das Etecs. Aproximar as instituições de pesquisa da sociedade a fim de melhorar a qualidade de vida das pessoas é uma das recomendações do governador Geraldo Alckmin para Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo", afirma Arnaldo Jardim, titular da pasta.

Por Fernanda Domiciano

Assessoria de Imprensa - APTA

(19) 2137-8933

Notícias por Ano

Notícias por Polos