APTA realiza IX Workshop Agroenergia: Matérias-primas

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), realiza o IX Workshop Agroenergia: Matérias-primas, em 27 e 28 de maio de 2015, em Ribeirão Preto, interior paulista. O objetivo do evento é discutir os principais problemas da produção de matérias-primas para o bicombustível. No workshop serão reunidas lideranças dos diferentes segmentos e apresentadas novidades tecnológicas. O evento é organizado pelo Polo Regional Centro-Leste da APTA e Instituto Agronômico (IAC), de Campinas.

Durante o evento, pesquisadores do IAC-APTA apresentarão duas cultivares de algodão colorido. Os materiais são adaptados para o plantio no Estado de São Paulo. Assim como outras cultivares de algodão no mercado, os materiais do IAC têm potencial para produção de biodiesel.

As duas cultivares de fibra colorida, cor caqui, são chamadas de IAC FC1 e IAC-APTA FC2 e são os primeiros materiais desenvolvidos especificamente para o cultivo no Estado de São Paulo. A IAC FC1 e IAC FC2 diferenciam-se também pela maior produtividade e melhor qualidade de fibra para cultivo nas condições do Estado de São Paulo. As cultivares coloridas são resistentes a doenças e nematoides, que ocorrem na região Centro-Sul do Brasil, dispensando o uso de nematicidas. Com essas características, os novos materiais do IAC-APTA abrem a possibilidade de cultivo de algodão colorido nesta região com altas chances de sucesso. As cultivares atualmente disponíveis foram desenvolvidas pela Embrapa para as condições do Nordeste. Por isso são suscetíveis às doenças que atacam o algodoeiro em campos paulistas.

A produtividade da IAC FC1 e IAC FC2 é de cerca de 2.800 kg por hectare, o que representa, na média, 38,5% a mais que o material usado como testemunha nos experimentos, que é cultivado atualmente no Nordeste. “Na presença de nematoides, as cultivares IAC podem chegar a produzir 100% a mais”, afirma o pesquisador do IAC Milton Geraldo Fuzatto. A explicação para o salto na produtividade está na resistência a nematoides e a outras doenças que ocorrem no Estado de São Paulo e regiões vizinhas. O sistema de cultivo é o mesmo adotado para materiais de fibra branca. Os materiais estão em fase de produção de sementes.

Essas cultivares IAC-APTA trazem ao mercado produtos diferenciados e com maior valor agregado, adequadas para atendimento de nichos especiais de mercado. Em virtude da demanda limitada dessas fibras, comparativamente ao algodão convencional, essas cultivares representam uma nova opção, principalmente, para pequenos e médios produtores, sobretudo se associados e com produção encomendada por indústrias do setor.

Segundo Fuzatto, para que os produtores iniciem a produção em São Paulo é necessário que a indústria manifeste interesse. Pesquisadores do Instituto Agronômico estão em contato com a Associação Paulista dos Produtores de Algodão (APPA), que tem condições de viabilizar as interações.

IX Workshop Agroenergia: Matérias-primas

De acordo com o pesquisador da APTA, José Roberto Scarpellini, o workshop servirá como um fórum de apresentação de trabalhos técnico-científicos nas áreas de fitotecnia e melhoramento genético, economia, sustentabilidade, aspectos fitossanitários e tecnologias e processos.

Durante as palestras serão abordados aspectos fitossanitários da produção de matérias-primas para bioenergia e temas relativos ao uso de transgênicos, suas implicações para o controle de pragas e os benefícios e problemas da tecnologia Bt na soja e no algodão. “Esperamos que o evento se consolide cada vez mais como uma reunião para apresentação e discussão de resultados”, afirma Scarpellini. Além das palestras, será realizada a Biomassa Show, com visitas a plots demonstrativos com diferentes opções de culturas para biomassa.

O Workshop tem como público-alvo engenheiros, agrônomos, gerentes técnicos, empreendedores de usinas, produtores rurais, pesquisadores e estudantes, que poderão participar de mesas-redondas, palestras, painéis e visitar estandes, campos de pesquisa ou demonstração e espaços de patrocinadores.

SERVIÇO

IX Workshop Agroenergia: Matérias-primas

Data: 27 e 28 de maio de 2015

Local: Centro de Cana IAC

Endereço: Rodovia Prefeito Antonio Duarte Nogueira, km 321, Anel Viário Contorno Sul, Ribeirão Preto – SP

Mais informações: 16 – 3637-1091/ 3626-1609 polocentroleste@apta.sp.gov.br

Texto: Fernanda Domiciano e Carla Gomes (MTb 28156)

Assessoria de Imprensa – APTA

Notícias por Ano

Notícias por Polos