SEMINÁRIO DISCUTE TÉCNICAS DE REPRODUÇÃO DE BUBALINOS E DE BOVINOS, NO VALE DO RIBEIRA

 

“Seminário de reprodução de bubalinos e bovinos” será realizado no dia 21 de junho, a partir das 8 horas, em Pariquera-Açu (SP). O evento é coordenado pela Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Registro (UPD/Polo Vale do Ribeira/APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, e promovido pelo Sindicato Rural de Iguape e Federação da Agricultura do Estado de São Paulo/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (FAESP/SENAR). É patrocinado pela Ouro Fino Saúde Animal e tem o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos (ABCB), Associação de Criadores de Búfalos do Vale do Ribeira (ACRIBUVAR) e Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI).

 

O objetivo é informar os produtores rurais sobre reprodução animal e as inúmeras vantagens da utilização da inseminação artificial, bem como orientar os pecuaristas sobre as melhores opções de manejo e divulgar resultados de pesquisas, além de estimular a troca de experiências. Trata-se de técnica que requer estruturação da propriedade, com melhorias no ambiente, na nutrição e na sanidade do rebanho, além de organização e escrituração zootécnica. Assim, é possível aumentar a produtividade dos rebanhos, com conseqüente aumento na renda dos produtores, o que poderá ser revertido em melhorias nas condições de vida para o homem do campo.

 

O seminário faz parte de uma seqüência de eventos, iniciada em outubro de 2005 com o Seminário de Bubalinocultura. Neste ano, a programação prevê temas como manejo reprodutivo em bubalinos; inseminação artificial em bubalinos: vantagens e limitações; inseminação artificial com detecção de cio; inseminação artificial sem detecção de cio (em tempo fixo); e inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em bovinos de leite. Os participantes irão acompanhar a evolução do processo reprodutivo dos bubalinos, desde a monta natural até a inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Também irão acompanhar os resultados promissores obtidos com a IATF de bovinos de leite. As informações obtidas ajudarão os pecuaristas a escolher o melhor manejo reprodutivo dentro de suas propriedades, de acordo com as condições físicas do local de criação e econômicas do produtor.

 

Para estimular a elevação dos índices de produtividade da bubalinocultura no Vale do Ribeira, os governos estadual e federal instituíram programas de fomento à atividade. Assim, foram cedidos módulos constituídos por dez fêmeas e um macho bubalino a pequenos produtores rurais. Apesar dos esforços oficiais, dizem os organizadores do seminário, os pequenos e médios produtores do Vale do Ribeira ainda carecem de informações técnicas e, por conseguinte, têm pouco acesso a tecnologias.

 

A utilização da técnica da inseminação artificial pode contribuir para o aumento da produtividade dos rebanhos, com o conseqüente ganho na renda dos produtores. Isto poderá ser revertido em melhorias nas condições de vida para o homem do campo.

 

Curso

 

No período de 21 a 25 de junho, também ocorrerá em Pariquera-Açu o “Curso de Inseminação Artificial”, coordenado pela UPD de Registro e promovido pela FAESP/SENAR/Sindicato Rural de Iguape.  O objetivo é fornecer informações básicas sobre a inseminação artificial em bubalinos; orientar os funcionários e/ou produtores rurais sobre os passos a serem tomados para o emprego da técnica; treinar os participantes do curso com genitais obtidos de matadouro e de fêmeas em cio e capacitar os participantes para o emprego da tecnologia estudada no campo.

 

Na programação, além do seminário, estão previstos temas como anatomia e fisiologia do sistema genital feminino de bubalinos; estudo da anatomia do sistema genital em peças de matadouro; importância da higiene durante a inseminação artificial; demonstração da inseminação artificial em búfalas; treinamento prático de passagem de pipetas em búfalas; preenchimento de fichas para controle da inseminação artificial e da eficiência reprodutiva; e realização completa de uma inseminação artificial em búfalas.

 

O seminário e o curso serão realizados na sede do Polo Vale do Ribeira/APTA - BR-116, Km 460, Pariquera-Açu (SP).  Outras informações podem ser obtidas com Iolanda pelo telefone (13) 3856-1656 ou pelo e-mail iolanda@apta.sp.gov.br 



Notícias por Ano

Notícias por Polos