SAA: Vacinação contra febre aftosa atinge 99,41% do rebanho Paulista

20/06/2005

Cobertura supera a etapa de novembro de 2004. De 1º a 31 de maio 13,5 milhões de cabeças foram imunizadas (17/06)

A primeira fase da campanha oficial de vacinação contra a febre aftosa, realizada durante o mês de maio no Estado de São Paulo, atingiu 99,41% do rebanho paulista, que é de 13.650.423 cabeças (bovinos e bubalinos). O índice é superior ao registrado na ultima etapa de vacinação do ano passado, realizada em novembro, quando a cobertura atingiu 99,35%.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Duarte Nogueira, existe permanente compromisso do Estado na manutenção do \'status\' sanitário paulista. "A sanidade é hoje um dos principais fatores responsáveis pelos bons resultados nas exportações de carne. É evidente que esses índices que estamos alcançando nas campanhas demonstram também a preocupação e o envolvimento do pecuarista paulista e da iniciativa privada na questão", afirma o  secretário, lembrando que das 40 regionais levantadas pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária, 10 registraram 100% de vacinação voluntária e que,  com a fiscalização dos técnicos da Secretaria, os criadores que não vacinaram  seus animais serão obrigados a fazê-lo, resultando na total imunização do rebanho paulista.

Durante a campanha de vacinação contra a febre aftosa também aconteceu a vacinação contra a raiva dos herbívoros em 14 regiões do Estado (Bragança  Paulista, Franca, Guaratinguetá, Itapetininga, Itapeva, Mogi das Cruzes, Mogi  Mirim, Orlândia, Pindamonhangaba, Registro, Ribeirão Preto, São João da  Boa Vista, São Paulo e Sorocaba), áreas onde há ocorrência de morcegos hematófagos, transmissores da doença. O índice de cobertura foi de 98,42% de  um rebanho de 3,28 milhões de cabeças nas 14 regiões.

"A infra-estrutura e logística dos frigoríficos paulistas permitem que exportemos  quase 70% da carne bovina brasileira, portanto manter São Paulo livre da aftosa  ou qualquer outra doença é imprescindível economicamente para o Estado e o próprio país", afirma Nogueira.

De acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão da Secretaria, em  2004, os embarques da carne bovina do Estado de São Paulo somaram US$  1,788 bilhão, respondendo por cerca de 70% das exportações nacionais do produto. Já a cadeia total de bovinos (carne, leite e couro) registrou exportações no valor de US$ 2,473 bilhões, o que garantiu uma participação de 44,3% nas exportações totais do segmento do Brasil.

No ranking do valor da produção agropecuária paulista de 2004, a carne ocupou a segunda posição, atrás da cana-de-açúcar. No ano passado, o produto representou 15,90% ou R$ 4,3 bilhões do valor da produção total, que foi de R$ 27,1  bilhões.

Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Notícias por Ano