ROTEIRO DE PESQUISA

14/11/2006

Por Thiago Romero

Agência FAPESP - Promover uma abordagem que privilegie tanto os aspectos teóricos e filosóficos da ciência quanto os aspectos práticos é a proposta do livro Metodologia da Ciência, que acaba de ser lançado pela Thomson Learning. O autor é Fabio Appolinário, professor titular do programa de mestrado do Centro Universitário Álvares Penteado.

A obra funciona como um guia para a elaboração de trabalhos científicos, com informações que vão desde o planejamento e a elaboração de instrumentos de coleta de dados até técnicas de análise dos resultados e conclusões. A publicação é destinada a professores de metodologia científica, pesquisadores e orientadores de trabalhos de iniciação, conclusão de curso ou de pós-graduação.

“Muitos pesquisadores brasileiros preferem se especializar em métodos, enquanto os estudos deveriam ocorrer em função dos problemas de pesquisa”, disse Appolinário à Agência FAPESP. Para ele, alguém que trabalhe com fenomenologia na área da psicologia, por exemplo, na maior parte das vezes utiliza o mesmo método científico, independentemente da adaptação do problema à metodologia em questão.

O livro propõe a inversão do raciocínio ao mostrar que o método de pesquisa utilizado depende exclusivamente da natureza do problema em questão. Appolinário classifica a metodologia de estudo em diversas possibilidades que se abrem a partir dos dois principais tipos de pesquisa cientifica: descritiva ou experimental.

“Uma pesquisa descritiva pode se dividir, por exemplo, em correlacional, de campo, documental, longitudinal, qualitativa e assim por diante. Minha intenção foi mostrar que, antes de começar um estudo, o pesquisador precisa definir todas as suas possibilidades com base no problema que deseja solucionar”, explica.

Para ele, a nomenclatura dos diferentes tipos de pesquisa é muito difusa e, às vezes, até incongruente de um livro para outro. “Por isso, analiso o sistema brasileiro de produção científica para unificar a nomenclatura que estava dispersa nas publicações”, explica Appolinário.

“As particularidades das agências de fomento também são discutidas do ponto de vista prático, para mostrar como alunos de todo o país podem utilizar as principais ferramentas de financiamento”, disse.

Com perfil didático, a obra é resultado de mais de dez anos de experiência do autor em sala de aula no ensino da disciplina metodologia da ciência, para alunos de diversos cursos e áreas do conhecimento

O livro é dividido em duas partes: Aspectos gerais da filosofia da ciência e A prática da pesquisa. A primeira aborda os temas Ciência: uma visão geral, Evolução das idéias científicas: dos gregos ao positivismo e Os grandes debates da ciência contemporânea.

Na segunda parte são tratados assuntos como O sistema brasileiro de produção científica, As dimensões da pesquisa, As etapas do trabalho científico, Discurso científico, Coleta e tabulação de dados quantitativos, Introdução à análise qualitativa de dados.

Mais informações: www.thomsonlearning.com.br.

Fonte: Agência FAPESP

Notícias por Ano