R$ 787 MILHÕES PARA PESQUISA

20/02/2006 

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, anunciou na quarta-feira (15/2), em Brasília, um conjunto de 45 editais para financiamento de projetos de pesquisa e inovação.

Ao todo, serão destinados R$ 787 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) para pesquisas em diversas áreas do conhecimento. Os editais serão geridos pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), as duas agências de fomento do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

“Temos o maior sistema de ciência, tecnologia e inovação da América Latina, porém, precisamos acelerar o passo para que a ciência contribua mais decisivamente na geração de riquezas e no desenvolvimento econômico e social no país”, afirmou Rezende, em comunicado do MCT.

O valor total dos editais lançados é R$ 873,8 milhões, sendo R$ 787 milhões provenientes dos fundos setoriais e o restante de outras fontes. Os editais englobam ações verticais (recursos de um único fundo setorial) e ações transversais (recursos de vários fundos). Para as ações verticais foram 27 editais, somando R$ 625,6 milhões, e, para as ações transversais, 18 editais, com R$ 161,4 milhões.

Os editais englobam, ainda, ações divididas em quatro eixos estratégicos do MCT. Para o eixo de Consolidação e Expansão do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação serão destinados R$ 445,6 milhões, envolvendo ações como o apoio à infra-estrutura física de Pesquisa e Desenvolvimento de instituições, formação e capacitação de recursos humanos e formação de redes de pesquisa.

Dentro dessas ações, destaca-se o edital que destina R$ 150 milhões para projetos institucionais de implementação de infra-estrutura de pesquisa (Proinfra). Outro destaque é o Edital Universal, do CNPq, com R$ 160 milhões para apoiar projetos de desenvolvimento científico e tecnológico, em todas as áreas do conhecimento.

Para o eixo de apoio à Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (PITCE) serão R$ 188,6 milhões, destinados a ações de estímulo à parceria entre instituições científicas e empresas. Nesse eixo estão envolvidas ações como o edital para Desenvolvimento de Fármacos (R$ 46 milhões), o do Programa Nacional de Biodiesel (R$ 22 milhões) e o edital do Programa Nacional de Incubadoras (R$ 11,5 milhões).

O eixo voltado para os Objetivos Estratégicos Nacionais terá R$ 10 milhões, para apoio à cooperação científica entre grupos de pesquisa para a região amazônica, e R$ 6 milhões, para apoio a redes de pesquisa sobre temas de cooperação internacional.

O eixo de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social receberá R$ 55,4 milhões, para ações como a difusão e popularização da ciência, desenvolvimento de conteúdos educacionais e apoio às Redes de Tecnologias Sociais.

Os editais serão publicados nos sites da Finep (www.finep.gov.br) e do CNPq (www.cnpq.br)

Agência FAPESP

Notícias por Ano