PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DESENVOLVIDO PELO POLO REGIONAL CENTRO NORTE É AGRACIADO PELA QUARTA VEZ NO DIÁLOGO DE INTERBACIAS




O projeto de educação ambiental “Bacia Hidrográfica: um instrumento na educação” realizado pelo Polo Centro-Norte da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) foi vencedor do troféu “Melhor Prática Significativa de Educação Ambiental em Recursos Hídricos – 2012”, concedido durante o “Diálogo Interbacias de educação ambiental em recursos hídricos” realizado de 10 a 13 de setembro em São Pedro, São Paulo. Foram inscritos 140 trabalhos no evento, sendo oito selecionados para premiação.

            No evento, a APTA apresentou três trabalhos em painéis, os quais divulgaram atividades técnicas e pedagógicas realizadas na capacitação de educadores do projeto de educação ambiental, sendo o trabalho intitulado de “Ensino e Pesquisa Contribuindo à Educação Ambiental” o vencedor. “Considero muito importante a participação da nossa equipe no evento, nas palestras técnicas, oficinas temáticas e trabalhos em grupo com temas relacionados à educação ambiental. Acredito que esses encontros e trocas de experiências colaboram para o bom andamento do nosso trabalho”, afirma, Antonio Lucio Mello Martins, coordenador do projeto Bacia Hidrográfica e pesquisador da APTA, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

            Este é o quarto prêmio do projeto Bacia Hidrográfica. Os outros três foram recebidos em 2008, 2009 e 2011, também no evento Diálogos Interbacias. Na edição desta ano, o projeto da APTA foi ainda citado como “importante para o fortalecimento de articulação e integração de educação ambiental no campo da Água a BH-TG”, na revista “10 anos de Diálogo. Na publicação, foram apresentadas ações de educação ambiental realizadas por todos os comitês de bacias hidrográficas do Estado de São Paulo e como ação do Comitê dos Rios Turvo e Grande foram descritos os resultados da APTA, executados no Polo Centro Norte/APTA Regional.

“Ser premiado em todas essas edições do Diálogo Interbacias coloca o Polo Centro-Norte como referencial em projetos de educação ambiental em recursos hídricos e pesquisa. O trabalho é bastante reconhecido pelos participantes que ficam esperando ansiosos pelos resultados positivos da APTA, o qual nos deixa imensamente felizes e orgulhosos”, afirma Maria Conceição Lopes, monitora do projeto.

 

O evento

O Diálogo Interbacias de educação ambiental em recursos hídricos é realizado pelo consórcio de Comitês de Bacias Hidrográficas Paulistas e entidades parceiras. O Diálogo é um projeto de educação ambiental continuo e permanente, o qual proporciona a construção de valores e a troca de conhecimentos, atitudes e habilidades voltadas para a participação responsável na Gestão das Águas, levando em conta a necessidade de formação de diferentes atores sociais para os processos decisórios dos Sistemas Integrados de Gerenciamento de Recursos Hídricos, respeitando as especificidades e diversidade cultural.

O evento tem o objetivo de discutir e avaliar, permanentemente, os resultados e avanços da educação ambiental e a gestão dos recursos hídricos no Estado de São Paulo, promover o entendimento e a integração entre diversos agentes ambientais que atuam nas bacias hidrográficas, propiciando a troca de experiências entre suas práticas em educação ambiental e gerenciamento de recursos hídricos e capacitação permanente. Outro objetivo do Diálogos é incentivar a implementação de políticas, programas, projetos e ações de educação ambiental em recursos hídricos, promovidos ou apoiados pelos Comitês de Bacias e seus membros, além de identificar e premiar as melhores práticas de educação ambiental.

 

O projeto

            O projeto de Educação Ambiental Bacia Hidrográfica: um instrumento na educação, desenvolvido pela APTA, desde 2006, tem o objetivo de divulgar os trabalhos de pesquisa desenvolvidos no Polo Centro-Norte/APTA Regional e promover a educação ambiental por meio de atividades de capacitação de educadores e visita monitorada a uma microbacia local, o Córrego da Olaria, situada dentro da unidade da APTA. Já passaram pelo projeto cerca de 15.300 alunos e 464 educadores de ensino fundamental e médio da rede pública e privada dos 35 municípios pertencentes a Bacia Hidrográfica dos Rios Turvo e Grande. A turma de 2011 e 2012 foi a terceira formada em capacitação técnico-pedagógica de educadores. Ao todo, são 185 multiplicadores formados ao longo dos anos.

 

O objetivo do projeto da APTA é popularizar os conceitos técnicos e científicos sobre o uso e ocupação do solo e da água da bacia hidrográfica e preservação dos os recursos hídricos. O conteúdo é transferido para dentro da sala de aula e aplicado ao conteúdo programático escolar, visando a formação de agentes multiplicadores, resultando em ações efetivas regionais. O projeto Bacia Hidrográfica da APTA conta com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO) via Comitê de Bacia Hidrográfica dos Rios Turvo e Grande CBH-TG. A equipe técnica do projeto é formada por profissionais do Polo, membros da equipe técnica e por instituições parceiras na Unidade da APTA.

 

Texto: Fernanda Domiciano

Estagiária – Assessoria de Imprensa – APTA

19 – 2137-0616/613

 

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende

(11) 5067-0424

 

Assessoria de Comunicação/Secretaria
Marina Mantovani/Adriana Rota/Nara Guimarães/Melissa Cerozzi
Tel.: (11) 5067-0069

 

Acompanhe a Secretaria:
www.agricultura.sp.gov.br
www.twitter.com/agriculturasp
www.flickr.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp
www.facebook.com


Notícias por Ano

Notícias por Polos