PESQUISADORES DA APTA REGIONAL AVALIAM CRIAÇÃO DE TILÁPIAS EM TANQUE-REDE NO SUDÃO

sudao

 

 

O Sudão, país do leste africano, poderá ter tecnologia paulista de piscicultura em tanques-rede. Os pesquisadores João Donato Scorvo Filho, do Polo Regional do Leste Paulista, e Luiz Marques da Silva Ayroza, do Polo Regional Médio Paranapanema, visitaram, no período de 4 a 10 de abril, aquele país para conhecer as suas condições para a criação de tilápias em tanques-rede. Os dois Polos são unidades da APTA Regional, vinculada à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (APTA-SAA-SP).

 

A viagem, de caráter técnico, é fruto de parceria entre a APTA Regional, a Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (FUNDAG) e a Montex Exportação e Importação LTDA., tradicional empresa de exportação de equipamentos para aquele país.

 

A técnica de criação de peixes em tanques-rede no Estado de São Paulo é uma realidade para a tilápia. O conhecimento acumulado dos pesquisadores que atuam na área permite a transferência desta tecnologia produtiva para países que ainda não empregam este manejo.

 

O foco central da viagem foi a visita ao Reservatório de Merowe, formado pelo barramento da água do rio Nilo. A barragem, localizada a 380 km da capital Cartum, apresenta excelentes condições para a prática da piscicultura em tanques-rede. Durante a visita, os pesquisadores puderam constatar estas condições com o emprego de equipamentos levados do Brasil para este fim.

 

Como primeiro resultado da viagem, foi gerado um documento de intenções no qual o Governo do Sudão, por meio do Ministério de Recursos Animais, Pesca e Pastagem, demonstra o interesse em receber a tecnologia brasileira através da parceria da empresa Montex e da APTA Regional.

Notícias por Ano

Notícias por Polos