MODELOS SATURADOS

05/05/2006

Agência FAPESP - Pergunte ao presidente da Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica (Abipti), Luís Madi, qual é o modelo ideal, em termos jurídicos, para que um instituto de pesquisa possa enfrentar a complexidade atual que a resposta virá imediatamente.

“Há duas formas de enfrentar a grande demanda por inovação que temos hoje: a criação de organizações sociais e a criação das chamadas autarquias especiais. Os modelos de fundação, de empresas públicas ou ainda de administração direta centralizada estão ultrapassados”, disse à Agência FAPESP durante o Congresso Abipti 2006, que está sendo realizado em Campinas (SP).

Segundo Madi, também coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), a melhoria na gestão das instituições de pesquisa que fazem parte dos modelos considerados superados também é uma forma de aumentar a produtividade. “Mas o ideal seria a transformação dessas instituições em organizações sociais, como ocorreu recentemente com o Instituto de Tecnologia de Pernambuco”, afirmou.

Para outro participante da mesa-redonda sobre inovação tecnológica, Wolney Betiol, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, outros gargalos sistêmicos precisam ser eliminados. “Há nós no setor empresarial, governamental e nacional”, disse.

De acordo com Betiol, faltam uma política econômica eficiente que promova o desenvolvimento sustentável, políticas públicas permanentes de estímulo à ciência e tecnologia e a criação de uma cultura voltada para a inovação dentro do setor privado. “Apesar de tudo isso, devemos lembrar que o setor acadêmico vai bastante bem, o que já é algo positivo”, disse.

Guilherme Ary Plonski, professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, preferiu uma visão otimista. “Estamos no limiar da revolução da inovação tecnológica e acredito que estamos preparados para enfrentar os obstáculos do setor. Vamos superá-los e daqui a dez anos voltamos a falar sobre isso”, disse.

O Congresso Abipti 2006, que termina nesta sexta-feira (5/5), está sendo transmitido ao vivo pelo endereço www.abipti.org.br.

Fonte: Agência FAPESP

Notícias por Ano

Notícias por Polos