I ENCONTRO DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA DO NOROESTE PAULISTA

 

O “I Encontro de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta do Noroeste Paulista”, cujo tema é “Utilização da tecnologia para diversificação da renda”, acontece no dia 22 de janeiro às 8 horas, em Votuporanga (SP).  O evento é organizado pelo Comitê Técnico Gestor de Votuporanga do Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários em Microbacias Hidrográficas (PISA), com o apoio de várias empresas do setor privado.

 

O encontro visa promover o desenvolvimento agropecuário sustentável, no âmbito da microbacia hidr   ográfica como unidade básica de planejamento, diz o pesquisador e coordenador do evento Waldo Alejandro Ruben Lara Cabezas, do Pólo Noroeste Paulista/APTA, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Dessa forma, pretende-se transformar o sistema produtivo de maneira a se obter alimentos seguros, com qualidade, agregação de valor, competitividade e geração de emprego e renda. “A transformação do sistema convencional de produção em tecnológica, sustentável, rastreável e certificável, envolvendo diversas instituições da sociedade civil organizada, é o objetivo específico regional para o Noroeste Paulista.”

 

Esta é a única experiência do gênero em São Paulo e se trata de uma Unidade Demonstrativa (UD), explica Cabezas. “Novos comitês poderão surgir em outros municípios.” Outras unidades demonstrativas, incentivadas e coordenadas pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR), já estão instaladas no Mato Grosso do Sul, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

“A intenção é introduzir o monitoramento ativo, o conceito de agricultura sustentada, usando o sistema de plantio direto como mecanismo de conservação e melhoria do nível sócio-econômico do produtor”, conta Cabezas. A unidade será irradiadora aos municípios da região desta tecnologia de produção, visando às boas práticas culturais e de bem estar animal, assim como investimento a médio prazo em floresta de eucalipto para a produção de energia e madeira, com finalidade de atender à indústria moveleira e à infraestrutura de sitio ou fazenda.

 

Além de Waldo, o comitê gestor de Votuporanga é formado por pesquisadores e técnico da APTA/SAA; contador do Sindicato Rural de Votuporanga; diretor e extensionistas do Escritório de Desenvolvimento Regional (EDR/CATI) de Votuporanga; extensionista do EDR/CATI de Fernandópolis; secretário de desenvolvimento econômico e chefe do setor de orientação técnica e extensão rural da Prefeitura Municipal de Votuporanga; gerente técnico da Cooperativa do Agronegócio e Armazenagem de Votuporanga (COACAVO); e estagiários do curso de Agronomia da UNICASTELO.

 

Segundo Cabezas, o público-alvo do encontro são produtores, “que poderão entender melhor as tecnologias disponibilizadas pelas empresas, com tempo de discussão e decantação de idéias. A nossa idéia no futuro é conseguir apoio de credito bancário para o produtor, com o sistema já estabelecido através do Programa Produza do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).”  Espera-se também a participação do Banco do Brasil.

O encontro será realizado no auditório UNIFEV – Saúde, Rua Tocantins, 2918 – Bairro Santa Elisa (Anexo da Santa Casa) – Votuporanga – SP. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (17) 3422-2423 ou pelo e-mail waldolar@terra.com.br

 

Clique aqui para ver a programação completa.

http://www.apta.sp.gov.br/cursos_eventos1.php?id=1026

 

Assessoria de Comunicação da APTA

José Venâncio de Resende

(11) 5067-0424

 

Acompanhe a Secretaria de Agricultura:

www.agriculturasp.blogspot.com

www.twitter.com/agriculturasp

www.youtube.com.br/agriculturasp

Notícias por Ano

Notícias por Polos