EM ANDRADINA, PROJETO DE INTEGRAÇÃO GRÃOS-CARNE BOVINA EM PASTAGENS DEGRADADAS

25/02/2009

Projeto com produção integrada de grãos e carne bovina na renovação de pastagens degradadas, que utiliza sistema de plantio direto, vem sendo desenvolvido no Pólo Regional Extremo Oeste (Andradina) por pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O projeto tem a parceria da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) e o apoio financeiro da Fundação AGRISUS e de empresas do setor privado, além dos investimentos do Governo do Estado.

O objetivo do projeto é divulgar os sistemas de integração agricultura-pecuária e de plantio direto. Os pesquisadores envolvidos no projeto são integrantes do Grupo de Pesquisa Plantio Direto (SP Direto) da APTA. “O setor agropecuário vem adotando tecnologia e realizando adequações para atender a exigências internacionais, na busca de uma produção socialmente justa e ecologicamente sustentável”, diz o pesquisador Gustavo Pavan Mateus, do Pólo Regional Extremo Oeste/APTA, coordenador do projeto.

“Nesse sentido, o sistema plantio direto (SPD) tem sido o principal caminho adotado pelos produtores rurais e o sistema integração agricultura-pecuária é uma das opções para aumentar competitividade do setor, promovendo inovações tecnológicas na pecuária, aumentando a produtividade e proporcionando a recuperação de solos degradados.”

São quatro módulos de produção (área de 15 hectares cada módulo): Módulo 1 – pastagem extensiva (pecuária tradicional da região); Módulo 2 – reforma de pastagem com introdução de forrageira mais produtiva (pecuária intensiva); Módulo 3 – reforma de pastagem e introdução do sistema integração agricultura-pecuária com cultivo de milho (safra) consorciado com braquiária (safrinha); e Módulo 4 – Cultura da soja (safra) e sorgo (entressafra). Nesses campos, serão avaliados produtividade de grãos, produção de forragem, ganho de peso animal, atributos do solo (físico, químico e biológico), custos e receitas.

As informações obtidas e as atividades realizadas, comparando os sistemas de manejo, serão apresentadas aos produtores rurais da região em oficinas e dias de campo, para demonstrar as vantagens tecnológicas e econômicas do sistema integrado e também os seus efeitos na recuperação da degradação do solo.

Entre os colaborares do projeto, destacam-se Jorge Luiz Hipólito (assistente agropecuário da CATI/Araçatuba); Isabella Clerici De Maria (pesquisadora do Centro de Solos e Recursos Ambientais do IAC/APTA); o pesquisador Roberto Molinari e a equipe do projeto “Sistemas de integração lavoura pecuária na recria de bovinos de corte” do Pólo Regional Centro Norte/APTA (UPD de Mirassol).

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424
Cleide Elizeu
(19) 3231-3260

Notícias por Ano