EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM BACIA HIDROGRÁFICA: PARTICIPANTES DE PROJETO DO CENTRO NORTE PAULISTA, EM CURSO NA UNESP-BOTUCATU

programatrilha

Cerca de 50 pessoas, entre educadores e técnicos de secretarias do meio ambiente de onze municípios da Bacia Hidrográfica dos Rios Turva e Grande além de monitores ambientais, participaram do “4º Curso de Educação Ambiental com Enfoque na Rio+20”, no dia 04 de maio em Botucatu (SP). O curso foi fruto de parceria entre o projeto de Educação Ambiental “Bacia Hidrográfica Um Instrumento na Educação-FEHIDRO TG 350/2009”, desenvolvido no Pólo Centro Norte/APTA Regional da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA), e o Programa de “Educação Ambiental na Trilha” da Faculdade Ciências Agrárias da Universidade Paulista do Estado de São Paulo (FCA-UNESP/Botucatu).

O Programa de Educação Ambiental na Trilha, coordenado pelo professor Valdemir Antonio Rodrigues (FCA-UNESP), foi criado em 1998. Este projeto constitui-se de importante atividade de extensão universitária. A trilha na floresta é um caminho natural traçado com ciência, pesquisa e arte que forma um novo paradigma da educação ambiental e ecoturismo. Ou seja, é um laboratório "vivo" natural de conscientização ambiental da sociedade.

O público é formado por educadores das redes pública estadual e municipal da região de Botucatu, docentes, estudantes de graduação do Curso de Engenharia Florestal e profissionais da área ambiental. A programação é constituída de visita à “Casa da Natureza”, realização da trilha ecológica na Fazenda Experimental Lageado e na Praça Sustentável na cidade de Botucatu. A idéia é realizar uma integração direta com a natureza e promover discussões sobre a economia verde e o desenvolvimento sustentável no processo de educação ambiental e pesquisa.

Os participantes do curso foram acompanhados pela bióloga Maria Conceição Lopes, integrante da equipe técnica e responsável pelas atividades técnicas/pedagógicas do projeto de Educação Ambiental “Bacia Hidrográfica Um Instrumento na Educação- FEHIDRO TG 350/2009”. O grupo saiu da sede do Polo Regional, em Pindorama, rumo ao campus da UNESP em Botucatu. “Esta atividade é uma importante oportunidade para a troca de conhecimentos, além de fortalecer a articulação entre as bacias hidrográficas e divulgar as ações de educação ambiental realizadas pela Unidade”, diz Maria Conceição.

Segundo Antonio Lucio, coordenador do projeto, esta parceria é de grande valia, pois garante uma interação entre Instituição de Pesquisa e Universidades Estaduais dentro do contexto de educação ambiental, cumprindo assim a missão de transferência de tecnologia no nível regional.

Notícias por Ano