DDD-APTA VAI CRIAR REDE INTEGRADA DE LABORATÓRIOS PARA DEFENSIVOS AGRÍCOLAS

 

O Departamento de Descentralização do Desenvolvimento (DDD-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, vai investir cerca de R$ 600 mil, em 2011, na criação da “Rede Regional de Análises de Defensivos Agrícolas”. Desse montante, R$ 400 mil serão alocados em dois novos laboratórios (São José do Rio Preto e Assis) e R$ 200 mil na ampliação e modernização do atual laboratório de Ribeirão Preto.

 

A nova rede laboratorial inicialmente será composta por cinco Laboratórios Regionais de Análise de Defensivos Agrícolas nas unidades de Assis, Capão Bonito, Piracicaba, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. A proposta foi feita pelo Grupo de Trabalho de Serviços Especializados (GTSE), criado pelo DDD-APTA, para “estabelecer diretrizes e exigências para pesquisa e experimentação com defensivos agrícolas”. O Grupo de Trabalho foi formado pelos pesquisadores Marcelo Francisco Arantes Pereira, José Roberto Scarpellini e Edison Ulisses Ramos Junior.

 

Outro objetivo é buscar o credenciamento dos laboratórios regionais de análises de defensivos agrícolas pertencentes aos Polos Regionais junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Estes laboratórios deverão emitir laudos de eficiência e praticabilidade agronômica de fitotoxidade e de resíduos para fins de registro de agrotóxicos e afins.

A unidade laboratorial de Assis vai dar suporte às unidades experimentais de Marília, Bauru, Presidente Prudente e Adamantina. A unidade laboratorial de Capão Bonito vai apoiar as unidades experimentais de Itararé, Itapeva, Itapetininga e Tatuí.  No caso da unidade laboratorial de Piracicaba, serão beneficiadas as unidades experimentais de Tietê, Jaú e Monte Alegre do Sul. Por sua vez, a unidade laboratorial de Ribeirão Preto vai dar suporte às unidades experimentais de Colina e Mococa. E a unidade laboratorial de São José do Rio Preto vai apoiar as unidades experimentais de Pindorama, Votuporanga e Andradina.

 

 

Serviços fornecidos

 

Entre os serviços a serem fornecidos pela Rede Regional de Análises de Defensivos Agrícolas, destacam-se: emissão de laudo oficial de eficiência e praticabilidade agronômica de agrotóxicos e afins; análise de fitotoxicidade; avaliação de seletividade a inimigos naturais; ensaios visando à análise de resíduos; estudos de efeito fitotônico (vigorante) de defensivos agrícolas; supervisão de avaliação de riscos ao trabalhador rural na aplicação de agrotóxico; e avaliação de métodos de aplicação de defensivos agrícolas.

 

Quanto à agregação de valor ao projeto experimental, a rede vai permitir a avaliação do vigor e desenvolvimento de plantas sob o uso de defensivos agrícolas; produtividade; biometria de plantas; medição de área foliar e de raiz; biomassa vegetal (verde e seca); e impacto sobre inimigos naturais decorrentes de intervenções químicas ou biológicas.

 

A rede laboratorial ainda vai permitir o desenvolvimento de projetos de pesquisa, execução de serviços e transferência de tecnologia visando à sanidade de plantas cultivadas de forma sustentável; difusão de técnicas de manejo integrado de culturas (MIC) para redução de custos com produtos sanitários; promoção de cursos e treinamentos de estagiários, alunos, técnicos de extensão, engenheiros agrônomos, pós-graduandos, produtores e trabalhadores rurais; e ampliação de convênios com os setores privado e público para captação de recursos.

 

Assessoria de Comunicação da APTA

José Venâncio de Resende

(11) 5067-0424

 

 

Notícias por Ano

Notícias por Polos