CANA: CANA AVANÇA SOBRE A ÁREA DA LARANJA

27/06/2005

Ribeirão Preto (AE) - O avanço da cana-de-açúcar sobre a laranja, segundo o presidente da Associação Brasileira de Citricultores (Associtrus), Flávio de Carvalho Pinto Viegas, é um processo anti-social e vai contra os interesses do próprio País. "A indústria entrou num processo de verticalização e concentração, plantando pomares próprios, numa ação planejada contra os pequenos produtores e não vemos razão para isso", afirma Viegas. "Os pequenos citricultores são viáveis e ajudam numa melhor distribuição de renda." Reverter esse processo é um dos desafios da Associtrus.

Viegas diz que a própria indústria citrícola, assustada com a velocidade do avanço da cana sobre a laranja e a saída de pequenos produtores, pensa em frear esse processo. "É um discurso, mas na prática isso não ocorre", afirma. Segundo ele, o custo médio de produção de uma caixa de laranja (de 40,8 quilos) é de cerca de R$ 15,00, porém, o produtor recebe apenas R$ 7,50, desmotivando a continuidade na citricultura. Ele cita que a região norte do Estado de São Paulo é a que mais sofre com a invasão dos canaviais. "Estamos lutando para reverter isso, para ter preços mais remuneradores."

Brás Henrique

Agropauta

Notícias por Ano