CADEIA DA CANA É O FOCO DA AGRISHOW RIBEIRÃO PRETO

07/04/2006
 
Evento, marcado para o período de 15 a 20 de maio, tem mais de 240 hectares cultivados para as dinâmicas
Cerca de 3 mil estrangeiros, mais de 600 empresas expositoras, sendo 10% de outros países, mais de 1.200 demonstrações dinâmicas, cerca de 2.500 marcas diferentes, público superior a 130 mil visitantes, e área superior a 240 hectares. Estes são alguns dos números da 13.ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow), de Ribeirão Preto (SP), o maior evento agropecuário da América Latina e um dos três maiores do mundo.

A feira deste ano está marcada para o período de 15 a 20 de maio, no Pólo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Centro-Leste, em Ribeirão Preto (SP).

Para este ano, o tema de destaque da feira é setor sucroalcooleiro, segundo o presidente do Sistema Agrishow, Sérgio Magalhães. "Em 2006, estamos motivando a presença de indústrias de açúcar e álcool, o grande negócio do momento e com o de melhores perspectivas para o futuro", afirma. No ano passado, a feira abriu espaço para a bioenergia.

Para tanto, 5 talhões de cana-de-açúcar já foram plantados em fevereiro. Durante a feira, haverá demonstrações de plantio e colheita de mudas. "O Brasil avança muito rápido no segmento sucroalcooleiro. Esse crescimento envolve o necessário aumento da produtividade em todos os níveis, no campo e nas usinas, e o próprio aumento da base industrial, com mais de 50 projetos de novas usinas em São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul", explana.

Presença Internacional

Para esse ano, está prevista uma maior participação de estandes de países estrangeiros na Agrishow Ribeirão Preto. A China, por exemplo, que participou pela primeira vez da feira em 2005, terá dois pavilhões com pelo menos 20 empresas. No ano passado, eram 12 empresas em apenas um pavilhão.

O ICE (Instituto Italiano para o Comércio Exterior) - agência do governo italiano dedicada à promoção do intercâmbio comercial entre a Itália e os demais países - e a Unacoma (Associação Italiana dos Construtores de Máquinas Agrícolas) trarão número recorde de empresas para a feira. Esta é a sétima edição da Agrishow com presença do Pavilhão da Itália. Neste ano, ele cresceu, reunindo mais de 25 empresas. De acordo com o ICE, serão fabricantes de máquinas, equipamentos, componentes e acessórios para agricultura.

Além da China e Itália, a Agrishow Ribeirão Preto também terá pavilhões da Argentina, EUA, Inglaterra e, pela primeira vez, do México - representados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do país. "Isso sem contar dos inúmeros participantes estrangeiros que circulam pela feira diariamente, além de jornalistas que levam informações para todo o mundo sobre o evento", afirma Magalhães.

A 12a edição da Agrishow Ribeirão Preto, realizada em 2005, gerou negócios de R$ 750 milhões. A feira recebeu 138 mil pessoas (mais de 2.700 do exterior) e de expositores: 640 empresas levaram máquinas, equipamentos, produtos e serviços para agricultura e pecuária à Agrishow. Além disso, a feira trouxe R$ 120 milhões em negócios a Ribeirão Preto e cidades vizinhas.

A Agrishow é realização da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), Abag (Associação Brasileira de Agribusiness), Anda (Associação Nacional para Difusão de Adubos) e SRB (Sociedade Rural Brasileira).

O Sistema Agrishow programa as seguintes exposições para 2006:

- Agrishow Comigo (Rio Verde, GO): 05 a 09 de abril;

-Agrishow Cerrado (Rondonópolis, MT): 18 a 22 de abril;

- Agrishow Ribeirão Preto (Ribeirão Preto, SP): 15 a 28 de maio;

- Agrishow Luiz Eduardo Magalhães (Luiz Eduardo Magalhães, BA): 13 a 17 de junho

Agrishow Semi-Árido (Petrolina, PE): 11 a 15 de junho
www.agrishow.com.br
http://www.agrishow.com.br/
 
Fonte: Agropauta

Notícias por Ano

Notícias por Polos