BRASIL INVESTE EM ENERGIA LIMPA

06/07/2006

Com três décadas de experiência na produção de álcool combustível, o Brasil é um grande usuário e o maior exportador mundial de etanol. Agora, o país está investindo para se tornar também um produtor e consumidor de biodiesel e assim atender a demanda por energias renováveis e limpas de nosso planeta.

O Programa Brasileiro de Agricultura Energética é o maior projeto energético do país e tem o objetivo de aumentar a participação do Brasil na produção e exportação de biocombustíveis. O Programa é prioridade da política de agroenergia para o período 2006-2011 dos ministérios da Agricultura, da Ciência e Tecnologia, de Minas e Energia e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil.

Já estão sendo investidos o equivalente a 4 milhões de euros na instalação de um centro de alta tecnologia voltado a pesquisa e desenvolvimento de agroenergias. O centro está desenvolvendo pesquisas em cana-de-açúcar, mandioca, oleagionosas adicionáveis em biodiesel e demais fontes de energia alternativa.

O Programa Brasileiro de Agricultura Energética também já ganhou um parceiro de peso. Em outubro, os governos brasileiro e japonês vão firmar contrato que prevê investimentos da ordem de R$ 1,286 bilhão do Banco de Cooperação Internacional do Japão (JBIC) no programa brasileiro, envolvendo projetos de etanol e biodiesel. A aplicação dos recursos está prevista para começar em abril de 2007.

Entrevista coletiva - Esse será um dos temas de apresentação do representante oficial do governo brasileiro, Roberto Rodrigues, no dia 7 de julho, às 17h, na Embaixada do Brasil em Berlim (Wallstrasse 57, 10179, Berlim – Mitte). A seguir, Rodrigues concederá entrevista coletiva.

Nos dias 10 e 11, Rodrigues participa do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK), quando recebe o Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha 2006.

No dia 12, em Frankfurt, Rodrigues participa do seminário “O Agronegócio como Propulsor do Desenvolvimento Mundial”, organizado pelo Mapa em parceria com a AHK.

Histórico
O Brasil começou a produzir, em larga escala, álcool combustível de cana de açúcar a partir de 1977, e a produção comercial de veículos movidos a álcool se iniciou em 1979. Hoje mais de 70 % dos veículos novos comercializados no país têm motor que utiliza álcool ou gasolina, em qualquer proporção.

No momento, o país já exporta mais de 2,4 bilhões de litros de álcool por ano, sendo cerca da metade para uso como combustível.

Fonte: Cosmo on line

Notícias por Ano

Notícias por Polos