BANANA: PESQUISADORES DA APTA PARTICIPAM DE CAPACITAÇÃO DE FISCAIS DO MAPA

A pesquisadora Adriana Novais Martins, do Polo Regional Médio Paranapanema/APTA, vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, profere palestra nesta quarta-feira (2 de março), na capital paulista, sobre o  “sistema de plantio da banana maçã no sudoeste do Estado, as principais doenças e os controles no Estado”. No mesmo dia, o pesquisador Wilson da Silva Morais, do Polo Regional Vale do Ribeira/APTA, vai falar sobre o controle e as implicações da Sigatoka Negra no sistema de plantio das bananas prata e nanica.     

 

As palestras fazem parte do curso sobre a ocorrência da Sigatoka Negra no Estado e a padronização dos procedimentos de auditoria, promovido pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a partir de hoje, para capacitar fiscais federais envolvidos na atividade.

 

Desde 2005, o Serviço de Sanidade Vegetal, da Superintendência Federal da Agricultura de São Paulo/MAPA, executa anualmente auditorias no Sistema de Mitigação de Risco da Sigatoka Negra.  Daí a razão do treinamento dos fiscais federais. Como existem unidades produtivas a serem fiscalizadas nas regiões sudoeste e noroeste paulista, onde é cultivada a banana-maçã, o MAPA convidou os pesquisadores da APTA para falar da Sigatoka Negra nas regiões do Paranapanema e do Vale do Ribeira.    

 

A programação prevê ainda palestras sobre legislação, aspectos do Sistema de Mitigação de Risco (SMR) e área livre de pragas (ALP), o trabalho da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA/SAA) no SMR e procedimentos de auditoria.   

 

O curso será realizado, entre hoje e dia 03 de março, na sede da Superintendência Federal de Agricultura em São Paulo.

 

 

Notícias por Ano