ARTIGO DE PESQUISADORES CIENTÍFICOS REVELA CUSTOS COM TRANSPORTE DE SOJA

18/09/2006

Não é preciso somente colher uma boa safra de grãos, mas também conseguir reduzir o custo do frete rodoviário. Essa é uma das conclusões a que chegaram os pesquisadores do Pólo Regional do Médio Paranapenema, em Assis, do Pólo Regional da Alta Mogiana, Colina, e do Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgãos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo no artigo “Custos do transporte rodoviário: o caso da soja”, publicado na Revista Eletrônica “Análises e Indicadores do Agronegócio” IEA no último mês.

 

Paulo César Reco e Fernanda de Paiva Badiz Furnaleto do Pólo Regional do Médio Paranapanema, juntamente com a pesquisadora do IEA, Andréa Leda Ramos de Oliveira Ojima e, Gilberto Bernadi, Marcelo Ticelli, Ivana Marino Bárbaro e Fernando Bergantini Miguel, do Pólo Regional Alta Mogiana definem no trabalho o cenário da soja no país na safra 2005/06.

 

“A safra foi marcada pela forte elevação do custo de produção, pela baixa cotação da saca da soja e pela forte queda na taxa de câmbio, exigindo assim mais planejamento na produção, incluindo os transportes rodoviários”, destaca Fernanda.

 

O artigo aponta que os fretes rodoviários, além de integrarem os Estados produtores, são referências em valores para os transportes ferroviários e hidroviários. Como exemplo foi citado o comportamento dos custos rodoviários para o transporte de soja entre Barretos e o Porto de Santos. Os autores explicam de que forma os custos são formados “em sua maioria, por variáveis representadas pelas despesas com combustível, lubrificantes, filtros, manutenção e pedágios (78%). Já os custos fixos representam 22% do total, considerando as despesas com pessoal, veículo e administração”.

 

Ao final, concluiu-se que os principais componentes dos custos variáveis são as despesas com pneus, câmaras e protetores, seguidas das despesas com pedágios. Já, para os custos fixos, a principal despesa é com o veículo. O artigo completo encontra-se disponível no site www.iea.sp.gov.br.

Notícias por Ano