APTA REGIONAL: TÉCNICAS PARA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL SÃO ENSINADAS AOS PRODUTORES RURAIS EM ANDRADINA

03/08/2006

Os produtores rurais da região de Andradina participaram esta semana do curso de inseminação artificial para bovinos. O evento, realizado pela Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Andradina do Pólo Regional Extremo Oeste, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em parceria com o Sindicato Rural e o SENAR, apresentou aos participantes técnicas para realização da inseminação artificial, além de orientar os produtores sobre preservação ambiental, prevenção de acidentes, entre outros temas.

                           

O evento faz parte da missão do Pólo, que é transferir tecnologia aos produtores da região, além de promover o desenvolvimento do agronegócio regional, missão dos pesquisadores científicos que atuam nas suas duas unidades de pesquisas, em Andradina e Araçatuba.

 

Participaram do curso 20 alunos, funcionários de empresas rurais e produtores da região. Durante toda a semana, os participantes puderam acompanhar as técnicas para inseminação artificial em bovinos, fundamental para que os produtores obtenham melhoramento genético do rebanho, e com isso aumentar o ganho de peso e / ou a produção leiteira em bovinos.

 

Segundo um dos coordenadores do curso, o pesquisador científico João José Assumpção de Abreu Demarchi, a inseminação artificial permite a utilização de sêmen de touros provados, que comprovadamente podem melhor o rebanho. “Com a técnica, o produtor pode produzir uma filha superior à mãe que lhe deu origem”, explicou o pesquisador.

 

A técnica de inseminação artificial é fácil de ser aplicada, bastando conhecer os procedimentos corretos e realizar o manejo animal adequado. Segundo o pesquisador, o processo não tem custo elevado, porém, o que pode encarecer o processo é a aquisição e a manutenção do botijão para armazenar o sêmen, que muitas vezes pode ser feito de forma coletiva, por um grupo de produtores, para diminuir esse custo.

 

“Após esse curso, um grupo de produtores do município de Castilho irá se cotizar para comprar um botijão e iniciar o processo de inseminação artificial nos seus respectivos rebanhos leiteiros”, informou Demarchi.

 

Quem quiser mais informações sobre esse curso, ou outros eventos e atividades do Pólo Regional do Extremo Oeste, pode entrar em contato pelo telefone (18) 3722-6251 ou 3722-3447, ou pelo email poloextremooeste@aptaregional.sp.gov.br

 

 

Texto produzido pela Assessoria de Comunicação

comunicacao@aptaregional.sp.gov.br

Priscila Tescaro - jornalista

(19) 3743-1698

 

Notícias por Ano

Notícias por Polos