APTA REGIONAL: PÓLO REGIONAL DO VALE DO PARAÍBA TEM DOIS PROJETOS DE POLÍTICAS PÚBLICAS FINANCIADOS PELA FAPESP EM 2007

25/01/2007

Os pesquisadores científicos do Pólo Regional do Vale do Paraíba, vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, tiveram dois projetos aprovados no Programa de Políticas Públicas da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e que serão implantados na região ainda no primeiro semestre deste ano. Um deles tem como objetivo desenvolver e aplicar um modelo institucional para o fortalecimento da estrutura de pesquisa pública do Estado de São Paulo, e o segundo projeto aprovado é o de políticas públicas para plantas medicinais e fitoterapia na rede municipal de saúde de Pindamonhangaba.

 

O primeiro projeto de políticas públicas que visa estudar mecanismos para o fortalecimento da estrutura de pesquisa pública do Estado de São Paulo, considerando o Pólo Regional do Vale do Paraíba, com sede em Pindamonhangaba, como projeto piloto, já teve uma primeira atividade em agosto de 2006, com a realização do Workshop “Prospecção de demandas científicas e tecnológicas para o desenvolvimento do agronegócio do Vale do Paraíba”.

 

Os resultados do evento estão sendo tabulados pelos profissionais envolvidos, e é o primeiro passo para o desenvolvimento do projeto, segundo a pesquisadora Luiza Maria Capanema Bezerra, uma das integrantes da equipe. Além dela, também estão no projeto a professora Maristela Simões do Carmo, da UNESP-Botucatu coordenadora dos estudos, a pesquisadora Valeria Comitre do Instituto de Economia Agrícola, além de pesquisadores da Unicamp, Embrapa e CTA.

 

O segundo projeto aprovado é o de políticas públicas para plantas medicinais e fitoterapia na rede municipal de saúde de Pindamonhangaba. O objetivo geral deste projeto é identificar, diagnosticar e avaliar as ações e os organismos institucionais envolvidos com atividades de plantas medicinais e fitoterapia em Pindamonhangaba e região.

 

Esse projeto é coordenado pela pesquisadora científica do Pólo Regional do Vale do Paraíba, Sandra Maria Pereira da Silva e conta também com a participação de Iracélis Fátima de Moraes, assistente social, a médica Maria Tereza Rodriguez Suarez, ambas do Centro de Práticas Integrativas e Complementares da Prefeitura de Pindamonhangaba. O projeto está sendo desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Pindamonhangaba e o Departamento de Ciências Agrárias da Universidade de Taubaté. Participam ainda técnicos da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI e da Faculdade de Ciências Agronômicas/Unesp de Botucatu.

 

Mais informações para a Imprensa com as pesquisadoras científicas Luiza Maria Capanema Bezerra pelo email luizamcb@aptaregional.sp.gov.br e Sandra Maria Pereira da Silva, pelo email sandrasilva@aptaregional.sp.gov.br ou pelos telefones (12) 3642-1823, 3642-1098, 3642-1164.

 

 

 

Texto produzido pela Assessoria de Comunicação

Priscila Tescaro – jornalista - (19) 3743-1698

comunicacao@aptaegional.sp.gov.br

Notícias por Ano