APTA REGIONAL: PESQUISADORES DO PÓLO REGIONAL DO NORDESTE PAULISTA ENSINAM TÉCNICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL A ESTUDANTES DE MOCOCA

24/05/2006

Os alunos do curso de Gestão Ambiental da Escola Técnica Estadual Francisco Garcia visitaram a Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento do Nordeste Paulista, em Mococa, e conheceram o trabalho dos pesquisadores científicos da instituição. Durante o encontro, os estudantes conheceram os principais projetos de pesquisas que são desenvolvidos na unidade, entre eles algumas práticas conservacionistas que são adotadas no local para preservação do meio ambiente.

 

O pesquisador científico Marcello Villar Boock, que atua no Pólo Regional do Nordeste Paulista, abordou temas relacionados à preservação ambiental, dando ênfase à prática de reflorestamento como forma de proteção de mananciais e de recursos hídricos.

 

Algumas práticas conservacionistas adotadas na unidade, tais como plantio em nível, terraceamento e bacias de contenção também foram apresentados aos futuros técnicos em gestão ambiental. Os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer um pouco sobre a cultura da seringueira e da extração do látex, além de uma breve apresentação feita pelo pesquisador científico Paulo Sérgio de Souza, que enfatizou o caráter conservacionista da cultura e sua importância no reflorestamento.

 

Os futuros técnicos em gestão ambiental puderam observar uma área, de quase dez hectares, que foi reflorestada em 2002 pelo Programa “Plantio de Essências Nativas de Florestas para Produção de Madeira de Lei”, da Secretaria de Economia e Planejamento do Estado de São Paulo. Segundo a pesquisadora científica Jane Maria de Carvalho Silveira, esta área está em pleno desenvolvimento, com algumas espécies nativas da região, como amendoim, canafístula, cabreúva, ipês, jatobá, espécies frutíferas, entre outras, e que serão utilizadas para produção de sementes no futuro.



Projetos futuros

A visita à Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Mococa despertou o interesse dos estudantes e da coordenadora do curso, Myrian Camargo Garcia Figueiredo, em firmar um convênio entre a escola e a instituição de pesquisa, para complementar a formação dos alunos com estágio supervisionado. Entre as áreas de atuação dos alunos está reflorestamento, coleta seletivo de lixo, práticas conservacionistas de solo, entre outras linhas de pesquisas que envolvem a Gestão Ambiental no meio rural.

 

De acordo com a pesquisadora Jane, ter um estudante como estagiário no Pólo Regional facilita o desenvolvimento de outras linhas de pesquisa para região, além de prepará-lo para o mercado de trabalho. “No estágio, o aluno aprende a ter uma visão mais ampla da gestão ambiental, e como aplicar nas propriedades os conhecimentos adquiridos”, disse a pesquisadora.

 

 

 

Texto produzido pela Assessoria de Comunicação

comunicacao@aptaregional.sp.gov.br

Notícias por Ano

Notícias por Polos