APTA REGIONAL: PESQUISADORES DA ÁREA DE SANIDADE VEGETAL DA APTA REGIONAL REÚNEM-SE PARA FORMAR PARCERIAS E DISCUTIR PROJETOS

11/01/2007

Os pesquisadores científicos da área de Sanidade Vegetal que atuam nos Pólos Regionais, vinculados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, reuniram-se no final do ano passado para discutir os projetos de pesquisa na área, e ressaltar a necessidade de integração e fortalecimento entre os pesquisadores.

 

O “Primeiro Encontro Técnico-Científico dos Pesquisadores de Sanidade Vegetal” aconteceu no Pólo Regional do Centro Leste, em Ribeirão Preto, e contou com a participação de 20 pesquisadores científicos que trabalham com o tema. Os profissionais discutiram também a necessidade de atender as demandas regionais e como promover a integração entre as unidades para buscar soluções para problemas comuns a muitos.

 

Os pesquisadores científicos fizeram apresentações de suas unidades, expondo a equipe técnica, a infra-estrutura disponível em cada local, as cadeias de produção regional, os tipos de serviços que são prestados, e os projetos de pesquisa desenvolvidos sobre cada unidade.

 

Durante o encontro foram firmados projetos conjuntos entre algumas unidades. Uma das possíveis parcerias foi apresentada pela pesquisadora científica Terezinha M. dos Santos, do Pólo Regional do Extremo Oeste, que expôs o interesse do Centro de Manejo Integrado de Pragas (CEMIP – UNESP) em firmar parceria com os Pólos Regionais para desenvolver projetos de pesquisas na área de manejo de pragas e doenças que atendam problemas nas cadeias de produção regional.

 

Pesquisadores das unidades de Bauru e Presidente Prudente optaram por fazer um projeto em parceria para a avaliação de doenças pós-colheita em cultivares de pessegueiro e mangueiras. Já os pesquisadores de Araçatuba vão desenvolver estudos juntos com os profissionais de Bauru para fazer a avaliação da resistência de maracujazeiro à morte prematura em condições de casa de vegetação, com a interação Fusarium solani e Meloidogyne incognita e Rotylenchulus reniformis.

 

Outra iniciativa que surgiu durante o encontro foi a criação do grupo de Sanidade Vegetal da Apta Regional, que tem o objetivo de participar de discussões ou apontar representantes de áreas específicas na discussão da problemática fitossanitária entre a instituição e o Instituto Biológico e instituições afins. A primeira representante do grupo é a pesquisadora científica Maria José De Marchi Garcia.

 

O próximo Encontro Técnico-Científico dos Pesquisadores da Área de Sanidade Vegetal está previsto para setembro de 2007, ainda sem local definido.

 

 

Texto produzido pela Assessoria de Comunicação

comunicacao@aptaregional.sp.gov.br

Notícias por Ano

Notícias por Polos