ALTA MOGIANA: ENCONTRO DE LIDERANÇAS E TÉCNICOS DEFINE PROPOSTAS PARA CADEIAS DE PRODUÇÃO

 

Projetos de curto, médio e longo prazos, envolvendo as cadeias produtivas de leite, café, olericultura, seringueira e citricultura, foram propostos durante o encontro regional de produtores rurais, pesquisadores e extensionistas da Alta Mogiana, que aconteceu no dia 29 de setembro em Colina (SP). A reunião foi promovida pela APTA Regional/Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios e pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), ambas vinculadas à Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Estiveram presentes 146 representantes do meio rural entre produtores, extensionistas, pesquisadores e poder público.

 

No caso do leite, foram discutidas as implicações das exigências da Instrução Normativa nº 51 (de 18 de setembro de 2002), que regulamenta a produção de leite no Brasil. Nesse sentido, foram propostos os projetos de instalação de unidades de demonstração em propriedades rurais (Ipiguá e Cristal) e em Polos Regionais (Colina e Ribeirão Preto), bem como de melhoria da qualidade do leite.  

 

Olericultura - foram debatidas oportunidades de negócio; produtos minimamente processados; formas de cultivo (hidroponia, orgânico, protegido, plantio direto); hortas urbanas; cultivo de sweet grape; uso de túnel baixo para produção de rúcula, almeirão e alface; agregação de valor; padronização das olerícolas; e rastreabilidade dos alimentos, entre outros assuntos. Foram propostos projetos relativos a assistência técnica/transferência; uso racional da água em horticultura; fitopatologia e nematóides; associativismo; capacitação em agregação de valor/orgânicos na região de Franca; dia de campo de plantio direto; e produção de pimentão colorido em ambiente protegido.

 

Café . Mereceram atenção temas como comercialização e agregação de valor; tecnologias de produção; compras/comercialização conjunta; mão de obra; cultivo de macadâmia em consorciação com café irrigado; e uso do óleo de .neen. nas pragas de café. Os projetos priorizados são: certificação, transferência de tecnologia, curso de credenciamento de profissionais para a emissão de CFO na região de São João da Boa Vista, capacitação do uso racional de agroquímicos e água, fortalecimento do associativismo e programa de qualidade total. 

 

Seringueira . As discussões giraram em torno de cultivares resistente a doenças, quebras de galhos por ventos fortes e com precocidade de produção comercial; eficiência da irrigação e fertirrigação; aumento da produtividade do látex e do rendimento de borracha; irrigação por gotejamento; tratamento de seringueira com lesões no tronco; melhoramento da sanidade e qualidade da seringueira. Foram aprovados os seguintes projetos: capacitação de técnicos multiplicadores (CATI/comissão técnica), de colaboradores para monitoramento de pragas e qualidade de sangria e de produtores para a gestão da propriedade e remuneração de colaboradores; definição, publicação e divulgação das normas para produção de mudas; divulgação e acessibilidade de manuais técnicos; cartilha de normas de qualidade do látex; fomento ao associativismo; programa de incentivo ao financiamento; e contratação de técnicos.

 

Citricultura . Os participantes do encontro optaram pelos projetos de conscientização do controle conjunto do greening; definição das tratativas legais para o controle de pragas quarentenárias; incentivo/fortalecimento do associativismo e do cooperativismo; fomento ao consumo de suco de laranja; e melhoramento genético/novas variedades de citros.

 

Participaram do encontro representantes dos Pólos Regionais Nordeste Paulista (sede em Mococa), Alta Mogiana (sede em Colina), Centro Norte (sede em Pindorama) e Centro Leste (sede em Ribeirão Preto) e dos Escritórios de Desenvolvimento Regional (EDRs) de Araraquara, Barretos, Catanduva, Franca, Jaboticabal, Orlândia, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista e São José do Rio Preto.

 

 

 

Notícias por Ano

Notícias por Polos