AGRONEGÓCIOS: PRODUTORES ARTICULAM MARCHA A BRASÍLIA

02/05/2005

Protesto será contra o corte de 80% nas verbas federais destinados ao agronegócio, principalmente às alocadas para defesa sanitária

Até o fim de maio, milhares de produtores rurais estarão marchando de vários pontos do Brasil com destino a Brasília, a fim de protestar contra os cortes federais no orçamento destinado ao setor do agronegócio. A promessa partiu ontem (27) do deputado federal goiano Ronaldo Caiado, presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara. A marcha é uma reação ao anúncio do contingenciamento de 80% dos recursos para o setor; ou seja, o governo só deve liberar este ano apenas 20% das verbas previstas no orçamento.

Conforme a Agência Câmara, a área do Ministério mais atingida pelo corte foi a Secretaria de Defesa Sanitária, que perdeu mais de 2/3 de seu orçamento, restando R$ 37 milhões para financiar inspeções de qualidade da produção agropecuária de todas as regiões do País. Sem a qualidade garantida, quem compra a produção brasileira pode criar restrições à importação e o Brasil pode perder o lugar de maior exportador de carne bovina do mundo.

Um dos programas de governo que pode ser prejudicado é o de vacinação contra a febre aftosa.

Segundo o coordenador do Fórum dos Agricultores, Antonio Duarte Nogueira, a campanha nacional de vacinação começa em maio, mas alguns Estados não vão conseguir fazer a prevenção. Dados citados pelo presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), revelam que a execução do orçamento do Ministério da Agricultura vem caindo nos últimos anos. Segundo o parlamentar, em 2001 a execução foi de quase 60% do orçamento previsto. Em 2002 e 2003, de 71%; e, em 2004, de apenas 47%. Neste ano, até agora, só foram executados 15% do orçamento.

Site AgrinovaWeb

Notícias por Ano

Notícias por Polos