AGRICULTURA E MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BLOG DA SECRETARIA

 

O advogado Rodrigo Lima, especialista em Direito Internacional e gerente-geral do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (ICONE), é o convidado desta terça-feira (dia 8/12 às 11 h) para participar do Blog da Secretaria de Agricultura e Abastecimento sobre mudanças climáticas. Ele trabalha com temas como barreiras não-tarifárias ao comércio de produtos agrícolas, sustentabilidade, mudanças climáticas e agricultura e biotecnologia. É autor do livro “Medidas sanitárias e fitossanitárias na OMC: neoprotecionismo ou defesa de objetivos legítimos”.

 

Na sua apresentação, Rodrigo Lima vai debater as negociações sobre mudanças climáticas, com foco na reunião de Copenhague (COP15), e de que forma a agricultura esta inserida nesse contexto. “De um lado, a agricultura é encarada como grande culpada pelas emissões de gases de efeito estufa (GEEs), seja pelas queimadas e emissões dos bovinos, bem como do uso da terra e desmatamento. De outro, a agricultura é ameaçada pelos impactos das mudanças climáticas, seja pelas enchentes, secas, aparecimento de novas pestes e doenças ou pela salinização dos solos”, diz.

 

O ponto crucial, prossegue Lima, é como fazer com que a agricultura seja parte da solução, por meio de boas práticas como o plantio direito, a geração de bioeletricidade do bagaço de cana, intensificação da pecuária e recuperação de áreas degradadas. Essas práticas são aplicadas usualmente, mas precisam ser formalmente reconhecidas, podendo até gerar créditos de carbono.

 

A COP 15 produzirá resultados importantes, na visão de Rodrigo Lima, mas exigirá muito esforço nos próximos anos, no sentido de implementar as (e avançar nas) definições de metodologias agrícolas, da distribuição de financiamento, do mecanismo de redução de emissões por desmatamento e degradação (REDD), entre inúmeros outros temas. “Em paralelo, países, estados e cidades começam a adotar suas políticas próprias de mitigação, o que demanda ações dos diferentes setores no sentido da adoção de práticas menos emissoras, na lógica do que se chama economia de baixo carbono.”

 

As metas do estado de São Paulo e os compromissos anunciados pelo governo brasileiro mostram que o universo das mudanças climáticas exigirá muita dedicação de todos os setores, observa Lima. “Como fazer a agricultura se beneficiar nesse contexto é um papel complexo que precisa ser explorado a fim de tornar os produtos brasileiros cada vez mais sustentáveis e efetivamente contribuir para a redução e seqüestro de GEEs.”

Participe das discussões e tire suas dúvidas online: www.agriculturasp.blogspot.com

 

Assessoria de Comunicação da APTA

José Venâncio de Resende

(11) 5067-0424

 

Acompanhe a Secretaria de Agricultura:

www.agricultura.sp.gov.br

www.agriculturasp.blogspot.com

www.twitter.com/agriculturasp

www.youtube.com.br/agriculturasp

 

Notícias por Ano

Notícias por Polos